menina-chorando

Vivemos em um mundo agitado, nos falta tempo para nós mesmo e muito mais tempo nos falta para dedicarmos aos outros. Quem tem tempo para ouvir o desabafo de um amigo que foi traído? Ou o de uma amiga que está passando pelo divórcio? Ou a um idoso solitário?

Murray Lancaster conta que uma menina chegou em casa atrasada para o jantar.

Sua mãe tentava acalmar o nervoso pai enquanto pedia explicações sobre o que tinha acontecido.

A menina respondeu que tinha parado para ajudar Jane, sua amiga, porque ela tinha levado um tombo e sua bicicleta tinha se quebrado.

– E desde quando você sabe consertar bicicletas? – perguntou a mãe.

– Eu não sei consertar bicicletas! – Disse a menina.

– Eu só parei para ajudá-la a chorar.

Nem todos sabemos consertar bicicletas.
E quando nossos amigos caíram e quebraram, não as suas bicicletas, mas sua vida, talvez poucas vezes tenhamos a capacidade de consertá-la.
Mas como a menina, nós podemos parar para ajudá-los a chorar.
Se isso é o melhor que nós podemos fazer.
E isso é muito! Pois, na maioria das vezes, o que as pessoas mais necessitam é de alguém que as ajude a chorar!

Eu sei, não temos tempo para pararmos para fazer isso! Mas que tal começarmos a “criar” tempo para o que realmente importa? Afinal nossos maiores tesouros são as pessoas especais que fazem parte de nossas vidas!

Adriana Vaz

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: